top of page
  • gt4975

As contas dos títulos de Turismo & GTC


O Estoril Season Finale by NAPA, no próximo fim-de-semana, será o evento de todas as decisões do Iberian Supercars Endurance, sendo diversos os contendores aos títulos das categorias e respectivas divisões.


Foi um ano de competição intensa que agora desemboca na ronda do Autódromo do Estoril com quase tudo por decidir, o que evidencia com clareza o nível competitivo que se tem verificado em pista, com lutas intensas a marcar as corridas realizadas até agora.


Dificilmente haveria um melhor palco para terminar a temporada e sagrar os vencedores que o histórico circuito português, onde se espera, uma vez mais, provas emocionantes para os pilotos, equipas e, claro, público, para culminar uma época em que o Iberian Supercars Endurance mostrou uma vitalidade impressionante, com novos carros, equipas e pilotos.

Turismo – um duelo ibérico


Na classe dedicada aos carros de turismo assistiu-se ao longo de toda a temporada a um duelo entre Daniel Teixeira, em Cupra TCR da JT59 Racimg, e o duo constituído por Borja Hormigos e Héctor Hernández, em BMW M240i Racing da Autoworks Motorsport.


O piloto português, com um carro mais performante, venceu mais corridas, quatro, mas sofreu inúmero contratempos mecânicos, permitindo aos seus rivais espanhóis, graças à sua consistência, amealhar pontos, mantendo-se em contenda pelo ceptro, com uma desvantagem de vinte pontos, quando estão ainda por disputar cinquenta e quatro – vinte e cinco referentes à vitória de cada uma das corridas e um ponto por cada pole-position ou volta mais rápida


Está, portanto, tudo por definir, muito embora Daniel Teixeira assegure o ceptro caso termine as duas provas de domingo no segundo posto, mesmo que Borja Hormigos e Héctor Hernández vençam ambas as corridas, assinem todas as pole-positions e voltas mais rápidas em jogo.

Divisão TC – Hormigos/Hernández são os grandes favoritos


Se na divisão TCR Daniel Teixeira já é o virtual vencedor, tornando-se Bi-Vencedor do Iberian Supercars Endurance – TCR, na TC existe ainda indefinição quanto a quem assegurará o ceptro de 2023.


Borja Hormigos e Héctor Hernández têm vindo a evidenciar uma temporada perfeita – venceram todas as corridas, conquistaram todas as pole-positions e assinaram todas as voltas mais rápidas da divisão, mas ainda assim, dois jovens do FPAK Junior Team – Duarte Camelo, com 68 pontos, e Lourenço Monteiro, com 60 – tem ainda possibilidades remotas para alcançar o ceptro.


No entanto, o duo do BMW M240i Racing tem apenas de marcar oito pontos ao longo do fim-de-semana, o que não parece ser difícil, mas como todos os aficionados do automobilismo estão bem cientes – em corridas tudo pode acontecer…

GTC – cinco candidatos ao título


Álvaro Ramos e Fernando Soares, em Aston Martin Vantage AMR GT4, têm revelado um ascendente sobre a concorrência, na categoria GTC, somando quatro vitórias ao longo da temporada, o que lhes permite chegar ao Autódromo do Estoril com 103 pontos.


No entanto, Marcus Fothergill e Dave Benett, em Porsche 911 Cup da Tockwith Motorsports, que já têm no bolso o título da divisão Cup, com um triunfo na segunda corrida de Jerez colocaram-se numa boa posição para contestar o domínio do duo português.


Com 13 pontos entre as duas equipas, cada uma delas depende apenas de si para conquistar o ceptro da categoria, prometendo uma luta sem quartel, mas existem ainda outros concorrentes de olho no título.


Tomás Pinto Abreu e Simon Moore, em Ginetta G50 da Tockwith Motorsports, com 65 pontos, quando estão 54 em liça, podem ainda sonhar com o ceptro, mas para isso terão de ter um fim-de-semana perfeito e contar com algumas dificuldades dos dois duos da frente.


O mesmo se poderá dizer de André Nabais e Miguel Nabais, novamente num McLaren 570S assistido pela Speedy Motorsport, e Stephen Kirton e John Elsworth, no segundo Ginetta G50 da Tockwith Motorsport, ambas as duplas com 56 pontos, que muito embora tenha a possibilidade alcançar o ceptro, tudo terá de lhes correr bem no Estoril Season Finale by NAPA.

Divisão GTX – Ramos/Soares os favoritos, mas com três oponentes à espreita


Álvaro Ramos e Fernando Soares têm vindo a dominar a temporada, tendo vencido em todas as seis provas já realizadas, somando ainda quatro pole-positions e cinco voltas mais rápidas da divisão.


No entanto, e apesar de contar com 109 pontos e de uma vantagem de 29 para a dupla formada por Tomás Pinto Abreu e Simon Moore, Ginetta G50 da Tockwith Motorsports, estão ainda expostos aos seus perseguidores.


Uma vitória ou um quarto e um quinto lugares chegará para o duo do Aston Martin Vantagem AMR GT4 da Araújo Competição selar o ceptro deste ano da divisão GTX, mas num pelotão competitivo tudo pode acontecer.


Os irmãos Nabais, McLaren 570S da Speedy Motorsport, e o duo Stephen Kirton e John Elsworth, Ginetta G50 da Tockwith Motorsports, tem ainda uma possibilidade para assegurar o título da divisão, mas teriam de esperar que a equipa do Aston Martin não somasse mais de nove pontos, o que parece ser altamente improvável, mas não impossível.



Divisão Cup – Ausência de João Vieira entrega título a Fothergill e Benett


João Vieira, em Porsche 911 Cup da Garagem Aurora, estava na corrida ao ceptro desta divisão, uma vez que está a dezassete pontos da dupla formada por Marcus Fothergill e Dave Benett no Porsche 911 Cup da Tockwith Motorsports.


No entanto, ao não comparecer na Estoril Season Finale, o piloto da Garagem Aurora entregou virtualmente o ceptro à dupla britânica.

Comments


bottom of page